sexta-feira, 28 de maio de 2010

NAQUELE TEMPO (XXXIII) - MAIO 1960

Na edição do boletim O ÁRBITRO de há cinquenta anos, Órgão Oficial da Comissão Central, foram publicados os seguintes temas:
-Jovens desportistas de Ponta Delgada-
A Biblioteca continua a ser enriquecida com a oferta de várias e importantes obras. Os Árbitros doadores poderão vir a receber lembranças, de harmonia com os pontos que vão obtendo face às ofertas que fazem. Quem ficar em 1º lugar receberá uma faca corta-papel em prata. 2º uma caneta de tinta permanente. 3º um apito de prata. 4º uma encadernação para a colecção do Boletim. 5º uma capa de cabedal para livros. 6º e 7º uma assinatura anual do Boletim. 8º, 9º e 10º Uma assinatura semestral.
-Décio de Freitas nos Açores-
Continua a divulgar-se o relatório do Curso para Árbitros da Comissão de Arbitragem da FIFA, efectuado em 23 a 27 de Agosto de 1959, na Suiça (Macolin). -Alberto Dusch-
Décio de Freitas, Árbitro FIFA, esteve durante um mês nos Açores onde ministrou um curso de candidatos em Ponta Delgada e de aperfeiçoamento em Angra do Heroísmo. No primeiro, dos 34 inscritos ficaram aptos, após o exame final, 22. -Alberto Dusch-
A página da Comissão Central dá a boa nova de que a Federação Portuguesa de Futebol oferece às Distritais o Guia Universal para os candidatos. Outra novidade: Em Lisboa, de 15 a 20 de Agosto, e levado a efeito o I Congresso Luso-Brasileiro de Educação Física, logo pede-se inscrições para os seguintes painéis: Construção e Material Didáctico, Desportos, Ginástica, Medicina e Educação Física, Pedagogia e Psicologia. Por último chama a atenção para o que se encontra legislado quanto à realização dos jogos de futebol disputados à noite, destacando-se as interrupções momentâneas e prolongadas. -Nunes Torrão-
Alguns títulos e os seus autores: É preciso dizer aos Árbitros, por Ramos Cavaleiro. Jogar a bola com as mãos, por Carmo Lourenço. Ilídio Nogueira, por Décio de Freitas. Os Progressos dos Árbitros Espanhóis, por António Molinos. Estranha Maneira de Criticar, por José Vitorino. Breve História da Medicina Desportiva, por Dr. Mesquita Guimarães. Carta Aberta aos Colegas, por Mariano Sabino dos Santos. Na rubrica Curiosidades, conta-se que em Alalborg (Dinamarca) a jovem Árbitra Lone Soerensen, de catorze anos dirigiu um jogo de futebol entre homens, sendo auxiliada pelo seu pai, presidente da Associação dos Árbitros da Jutlandia, nada mais se sabendo do acontecimento. A Federação Portuguesa de Futebol apresenta a tabela-código do Regulamento Disciplinar descrevendo pormenorizadamente as infracções que poderão ocorrer no rectângulo de jogo as quais serão identificadas com um número, tornado assim mais fácil o preenchimento do relatório do jogo. Em vez de muito palavreado basta só colocar o algarismo respectivo da incorrecção. Simples…
Desta feita foi o colega alemão Albert Dusch o entrevistado de Um Árbitro estrangeiro de mês a mês. Retalhos de Críticas aborda a disparidade dos jornalistas desportivos que opinam sem conhecimentos e sem senso. Dizem disparates a seu belo prazer sem terem em conta qualquer circunstância de que desconhecem. Agem como se fossem os maiores… E são, dizemos nós, mas na estupidez, claro.

De África vêm notícias da realização do Torneio Internacional da Páscoa (Guiné-Bissau), e de Moçambique a informar que Gaza vai ter um curso de candidatos e que houve um jantar-convívio de despedida da Comissão Distrital da capital.

Tem a palavra um jornalista. Texto de Nunes Torrão, que fala do Critério do Público no Julgamento dos Árbitros.

A Agenda do Árbitro refere, como habitualmente, o movimento de Árbitros, de e para o continente, falecimentos, nomeações para actuar no estrangeiro, convalescenças, visitas, em fim, tudo o que se deve saber para se andar bem informado.

No Apitadelas destaque-se a questão dos jogadores expulsos em jogos amigáveis com equipas estrangeiras. Enquanto os portugueses têm que cumprir efectivamente jogos de paragem os visitantes nem por isso… Também se alerta para o facto da hierarquia ter determinado que os guarda-redes estão impedidos de usar camisolas pretas mas o certo é que os Árbitros não receberam qualquer comunicação nesse sentido…

1 comentário:

Paulo Renato disse...

Meu amigo Alberto Helder,sou aluno do curso de arbitragem da federação de futebol do Rio de Janeiro e no treinamento do modulo futuro,na granja comary o senhor tirou algumas fotos nossa.Como eu poderia ter acesso a estas fotos?

Um grande Abraço

meu email:prmscoelho@gmail.com

PAULO RENATO COELHO