quinta-feira, 29 de novembro de 2018

UNIDADES MILITARES QUE SERVIRAM NA ENTÃO PROVÍNCIA ULTRAMARINA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE – 1º DE 32 EPISÓDIOS (APRESENTAÇÃO)

                                                                                  Ilustres!


 
Depois de ter feito merecidas homenagens a todos os lanceiros da Polícia Militar que cumpriram a sua grata missão em São Tomé e Príncipe e em Macau, e de ter aqui deixado, em 15 de maio de 2017, a ideia de que poderia vir a dar o devido realce ao empenho, dedicação e espírito de missão das restantes unidades militares que serviram o território, eis que acabei de realizar esse sonho e, assim, coloca-lo à vossa disposição para que possam recordar os vários agrupamentos (e não só), que deram o seu melhor em prol das mais belas ilhas africanas, e que são os seguintes vinte e cinco contingentes:
 
01 - COMPANHIA DE CAÇADORES 221
(Chegada a São Tomé em 08.07.1961. Saída a 23.04.1963. Presença: 655 dias).
02 - PELOTÃO DE ARTILHARIA ANTIAÉREA 45
(22.04.1962 a 24.05.1964 = 764 dias).
03 - COMPANHIA DE CAÇADORES 446
(18.04.1963 a 01.06.1965 = 776 dias).
04 - PELOTÃO DE ARTILHARIA ANTIAÉREA 951
(18.05.1964 a 05.06.1966 = 749 dias).
05 - COMPANHIA DE ARTILHARIA 840
(01.06.1965 a 25.05.1967 = 724 dias).
06 - PELOTÃO DE ARTILHARIA ANTIAÉREA 1082
(05.06.1966 a 27.04.1968 = 693 dias).
07 - PELOTÃO DE CAÇADORES 1119
(28.09.1966 a 30.07.1968 = 672 dias).
08 - PELOTÃO DE MORTEIROS 1125
(28.09.1966 a 30.07.1968 = 672 dias).
09 - COMPANHIA DE ARTILHARIA 1703
(25.05.1967 a 22.05.1969 = 729 dias).
10 - PELOTÃO DE ARTILHARIA ANTIAÉREA 2025
(17.04.1968 a 04.05.1970 = 748 dias).
11 - PELOTÃO DE CAÇADORES 2075
(30.07.1968 a 11.08.1970 = 743 dias).
12 - PELOTÃO DE MORTEIROS 2065
(30.07.1968 a 11.08.1970 = 743 dias).
13 - COMPANHIA DE ARTILHARIA 2522
(22.05.1969 a 18.06.1971 = 758 dias).
14 - PELOTÃO DE ARTILHARIA ANTIAÉREA 2225
(04.05.1970 a 09.08.1972 = 829 dias).
15 - PELOTÃO DE MORTEIROS 2252
(02.08.1970 a 10.08.1972 = 740 dias).
16 - PELOTÃO DE CAÇADORES 2254
(02.08.1970 a 22.09.1972 = 783 dias).
17 - COMPANHIA DE ARTILHARIA 3376
(18.06.1971 a 19.08.1973 = 794 dias).
18 - PELOTÃO DE ARTILHARIA ANTIAÉREA 7070/72
(09.08.1972 a 14.10.1974 = 797 dias).
19 - PELOTÃO DE MORTEIROS 4573/72
(10.08.1972 a 12.10.1974 = 794 dias).
20 - PELOTÃO DE CAÇADORES 5071/72
(21.09.1972 a 09.10.1974 = 749 dias).
21 - COMPANHIA DE ARTILHARIA 6255
(20.08.1973 a 18.01.1975 = 517 dias).
22 - PELOTÃO DE CAÇADORES 5071/74
(11.09.1974 a 11.07.1975 = 304 dias).
23 - PELOTÃO DE ARTILHARIA ANTIAÉREA 7070/74
(12.10.1974 a 11.07.1975 = 273 dias).
24 - PELOTÃO DE MORTEIROS 4573/74
(12.10.1974 a 11.07.1975 = 273 dias).
25 - COMPANHIA DE ARTILHARIA 7252/74
(23.11.1974 a 12.07.1975 = 232 dias).
UNIDADES LOCAIS
26 - COMPANHIA DE CAÇADORES DE SÃO TOMÉ
(Criada em 14.06.1939. Extinta a 31.03.1967. Existência: 10.153 dias).
27 - COMANDO MILITAR
(Criado em 16.02.1954. Extinto a 16.02.1962 = 2.923 dias).
28 - COMANDO TERRITORIAL INDEPENDENTE DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE
(Criado em 16.02.1962. Extinto a 12.07.1975 = 4.895 dias).
29 - COMPANHIA DE COMANDO E SERVIÇOS DO CTISTP
(Criada em 01.07.1965. Extinta a 12.07.1975 = 3.664 dias).
30 - COMPANHIA DE CAÇADORES 7
(Criada em 31.03.1967. Extinta a 12.07.1975 = 3.026 dias).
31 - COMISSÃO LIQUIDATÁRIA DO CTI DE STP
(Criada em 27.06.1975. Extinta a 31.07.1977 = 766 dias).
Sem dúvida que foi uma grande tarefa, gratificante e estimulante, que me motivou, durante três meses, a pesquisas profundas e minuciosas, quase diárias, em lugares diferentes, incomodando muita gente, mas o trabalho está feito e será julgado por quem se interessar na matéria. E seria mais prolongado e complexo se optasse por incluir fotografias, como foi feito anteriormente.

A publicação dos 31 episódios iniciar-se -à no primeiro dia do próximo mês de dezembro e continuará em janeiro, sempre aos dias ímpares.

Naturalmente que expresso o agradecimento muitíssimo especial a todos aqueles que voluntária e dedicadamente prestaram a sua importante e valiosa colaboração a este projeto, e foram imensos, garantindo, assim, a conclusão de mais um documento inédito e histórico, com vista a assegurar a memória do glorioso passado militar do Exército português em São Tomé e Príncipe.

Portanto, ficarei a aguardar neste mesmo espaço a vossa estimada presença.

Saudações.

Alberto Helder

Sem comentários: