sábado, 17 de março de 2012

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE – VOLTEI ÀS ILHAS ENCANTADAS (8)

A segunda parte da partida decorreu de feição para os visitantes que não deixaram de acentuar mais a vitória, obtendo mais dois golos, o que, no final, lhes deu uma margem confortável para o jogo que iam realizar em casa.
Quando o jogo terminou os adeptos santomenses (e eu também) saíram do Estádio Nacional 12 de Julho com a sensação de os números finais foram exagerados, não por aquilo que os congoleses jogaram, mas mais pelo que os briosos atletas que envergaram a camisola da São Tomé e Príncipe não puderam explanar todo o seu potencial futebolístico.
Penso, repito, que se deveu a algum nervosismo que sentiram por ser um desafio que iria marcar toda uma geração, dada a responsabilidade do primeiro desafio que iria colocar a selecção no rumo certo e no ranking da FIFA, do qual, como se disse, esteve ausente oito anos…
Nessa noite a selecção jantou com o Presidente da República.
Quanto ao jogo da segunda-mão da eliminatória, disputado no Estádio Municipal de Pointe-Noire, em 15 de Novembro de 2011 (15H30), com a presença de 12.000 espectadores, já foi mais condizente com a categoria da selecção santomense pois não só conseguiu chegar ao intervalo com o marcador em branco, como até marcou em primeiro lugar (Ogando dos Santos, aos 50 minutos), tendo sofrido o golo do empate, seis minutos depois, resultado com que terminou a partida. Sobre as incidências disciplinares registe-se que Bruce Abdoulaye, do Congo, aos 24 minutos e Francisco Nascimento, de São Tomé e Príncipe, aos 53, viram o cartão amarelo, exibido pelo Árbitro. Falando da equipa de arbitragem, que viajou do Chade, aqui ficam os seus nomes e ano de nascimento: Árbitro: Oumar Mahamat Thair (1980). Assistentes: Joel Mbaidemadji (1980) e Alfred Madihoudel (1984). 4º Árbitro: Idriss Biani (1978). A selecção de São Tomé e Príncipe obteve, então, um espectacular empate, que muito contribuiu para entrar logo directamente para o 192º do ranking da FIFA, num universo de 208 países, o que é obra…





























1 comentário:

Diogo disse...

Apesar do resultado que bonita aventura (re)começou o futebol são-tomense nesse dia!
Obrigado pelas belas fotos com que nos tem presenteado.

Saudações,
Diogo Calado