segunda-feira, 25 de abril de 2022

ESTADO DA ÍNDIA – SÉRIE VII – COMUNICAÇÃO – JORNALISTAS DETIDOS – 61º EPISÓDIO


Os três Jornalistas metropolitanos que, na altura, estavam a cobrir os acontecimentos no Estado da Índia, logo após a invasão do território, foram detidos e integrados na população prisional, junto dos militares portugueses.


 Foram eles:

Urbano Rodrigues Carrasco (01.08.1922/07.12.1982), jornalista, do periódico Diário Popular.

José Neves da Costa (08.12.1930/09.07.2013), jornalista, da Rádio Televisão Portuguesa, estivera, anteriormente, a cumprir uma comissão, como expedicionário, na Índia Portuguesa. Dedicou-se, em Viana do Castelo, à produção de vinhos verdes.

José Serra Fernandes (11.02.1934/10.12.2012), operador de câmara, da RTP. Um período da sua vida foi dedicado a viajar, começando pelo Canadá, seguindo-se Moçambique, África do Sul, Angola, Brasil, e, por fim, Lisboa, onde se fixou.

-Urbano Rodrigues Carrasco (1961)-

Os profissionais da RTP, depois de terem regressado de Angola, onde estiveram a registar os acontecimentos vividos aquando do início da Guerra Colonial, saíram para o Estado da Índia no dia 15 de dezembro de 1961. Foram escolhidos não só pelo brilhante trabalho que ali fizeram, como também por serem solteiros, facto que pesou na decisão. Chegaram à Índia na véspera da Invasão, no dia 17 de dezembro.

-José Neves da Costa (2010)-

Entre outros registos, filmaram todo o combate naval entre o Navio Republicano Português, o “Aviso Afonso de Albuquerque”, que durou cerca de 45 minutos e ficou gravado em quatro bobines, as quais entregaram e pediram a um indivíduo que as fizesse chegar à sede da RTP, em Lisboa. Mas nunca chegaram ao destino, pois julga-se que foram apreendidas pelas tropas da União Indiana.

-José Serras Fernandes (2010)-

Os três Jornalistas cumpriram um período de detenção, um pouco mais de 2 meses, primeiro no Campo do Altinho (Pangim, de 20.12.1961 a 27.12.1961), e, depois, no Campo de Pondá (Goa, de 27.12.1961 a 23.02.1962).

No Natal de 1961 os profissionais da RTP ficaram imensamente emocionados quando receberam, das mãos do Comando da tropa de elite que guardava o Campo de Prisioneiros, os Sikhs, um telegrama emitido pela Casa do Pessoal da RTP a desejarem que passassem o melhor possível a quadra natalícia!

Mais tarde se soube que Neves da Costa e Serra Fernandes tiveram ao seu alcance a possibilidade de fuga a bordo de um dos vários navios ancorados no porto de Mormugão ou dos dois últimos aviões de transporte que lograram sair do aeroporto de Cortalim (Goa-Estado da Índia), na noite de 18 de Dezembro. Não o fizeram, no entanto, correndo assim os maiores riscos, na intenção de prosseguirem o trabalho de reportagem e de poderem voltar a Pangim, a fim de tentar recuperar o mais valioso material da RTP de que haviam sido portadores. Perdidas as bagagens pessoais em todas essas andanças, a verdade é que o material da RTP regressou mesmo a Lisboa, embora quase tão depauperado como os dois repórteres. As autoridades indianas apenas confiscaram – vá lá saber-se porquê – as fitas magnéticas de arrasto.

Em 23 de fevereiro de 1962, graças à influência de Jorge Jardim, que representava o Governo português nas diligências para libertar todos os militares portugueses feitos reféns, os jornalistas, cumprindo o combinado, isto é, não divulgarem a ninguém, a razão da sua saída, ou seja, a troca pela libertação de quatro cidadãos indianos, detidos em Lisboa, M. A. Blantleman, E. D. Fernandez, D. J. Pandua, H. N. Wadia e Mahimtura, tendo, um deles sido libertado por se encontrar doente, puderam regressar a casa, fazendo a viagem por via aérea a partir de Bombaim. Chegaram a Lisboa a 25 e existe o registo desse acontecimento, no vídeo da chegada dos Jornalistas a Lisboa, RTP (1m 19s), em:

https://arquivos.rtp.pt/conteudos/chegada-dos-jornalistas-prisioneiros-em-goa/

Em 15 de maio de 2010, José Neves da Costa e José Serras Fernandes foram entrevistados para o programa “Pontos nos ís”, de Mário Figueiredo, intitulado “Os primeiros repórteres de Guerra da Televisão” (54m 33s), cujo visionamento se recomenda vivamente, em:

https://arquivos.rtp.pt/conteudos/reporteres-de-guerra/

segunda-feira, 11 de abril de 2022

ESTADO DA ÍNDIA – SÉRIE VII – COMUNICAÇÃO – LITERATURA TEMÁTICA – 60º EPISÓDIO

 


1961 O ANO QUE MUDOU PORTUGAL

DE: JOÃO CÉU E SILVA

EDIÇÃO: PORTO EDITORA - 2011

 

A AVENTURA PORTUGUESA

DE: AUGUSTO PEREIRA BRANDÃO E MICHAEL TEAGUE

EDITORA: VERBO – 1991

A INVASÃO DA ÍNDIA PORTUGUESA

DE: M. C. BARREIROS

EDITORA: GRÁFICA DE GOUVEIA – 1962

 

A INVENÇÃO DE GOA: PODER IMPERIAL E CONVERSÕES CULTURAIS NOS SÉCULOS XVI E XVII

DE: ÂNGELA BARRETO XAVIER

EDITORA: IMPRENSA DE CIÊNCIAS SOCIAIS – 2003

 

A LIBERTAÇÃO DE GOA

DE: PUNDALIK DATTATREYA GAITONDE

EDITORA: TINTA DA CHINA – 2018

 

A MORTE DO HERÓI PORTUGUÊS

DE: VALENTINO VIEGAS

EDITORA: LIVROS HORIZONTE – 2010

 

A PRIMEIRA DERROTA DE SALAZAR-GOA, 1961

DE: PAULO AIDO

EDITORA: ZEBRA PUBLICAÇÕES – 2011

 

A QUEDA DA ÍNDIA PORTUGUESA

DE: CARLOS ALEXANDRE MORAIS

EDITORIAL ESTAMPA – 1980

 

A QUEDA E A INVASÃO DE GOA, DAMÃO E DIU

DE: LUÍS PINTO

EDITORA: LIBERTO & FILHO – 2009

 

A ÚLTIMA CRÓNICA DA ÍNDIA

DE: PEDRO PINHEIRO

EDITORIAL ESCRITOR – 1997

 

A ÚLTIMA HISTÓRIA DE GOA

DE: MANUEL JOSÉ MARQUES DA SILVA

EDIÇÕES COLIBRI – 2015

 

ADEUS GOA ADEUS LISBOA

DE: JOAQUIM RIBEIRO SIMÕES

EDITORA: CASTOLIVA – 1986

 

ALPARQUEIROS – MEMÓRIAS DE UM PRISIONEIRO DA ÍNDIA

DE: NINÉLIO BARREIRA

EDITORA: JORLIS – 2003

 

AS JOIAS DE GOA

DE: FERNANDO SOBRAL

EDIÇÕES PARSIFAL – 2015

 

AS MAÇÃS AZUIS

DE: EDILA GAITONDE

EDITORA: TÁGIDE – 2012

 

CARTAS DE DAMÃO

DE: MARIA LURDES JANEIRO

EDITORA: CIDADE BRANCA – 2019

 

CASA GRANDE E OUTRAS RECORDAÇÕES DE UM VELHO GOÊS

DE: LEOPOLDO DA ROCHA

EDITORA: NOVA VEJA – 2008

 

CATIVOS DA ÍNDIA

DE: DIOGO ROQUE

LABIRINTO DAS LETRAS EDITORES – 2014

 

CIVILIZAÇÕES E ESPECIARIAS

DE: ÓSCAR GOMES SILVA

EDITORIAL ESTAMPA – 2003

 

CONTOS ESPIRITUAIS DA ÍNDIA

DE: RAMIRO CALLE

EDITORA: A ESFERA DOS LIVROS – 2019

 

CRONOLOGIA GERAL DA ÍNDIA PORTUGUESA

DE: CARLOS ALEXANDRE DE MORAIS

EDITORIAL ESTAMPA – 1997

 

DE GOA A LISBOA

DE: LICÍNIO MOREIRA

EDITORA: JORLIS – 2002

 

DECEMBER 18-19, 1961

DE: FERNANDO JORGE COLAÇO

EDITORA: GOA 1556 – 2017

 

DOSSIER GOA - VASSALO E SILVA RECUSA SACRIFÍCIO INÚTIL

DE: BOTELHO DA SILVA

EDITORA: LIBER – 1975

 

EM NOME DA PÁTRIA

DE: JOÃO JOSÉ BRANDÃO FERREIRA

EDITORA: LIVROS HOJE – 2009

 

ENQUANTO SE ESPERAM AS NAUS DO REINO

DE: JOÃO ARANHA

EDITORA: ESFERA DO CAOS – 2008

 

ERA UMA VEZ EM GOA

DE: PAULO VARELA GOMES

EDITORA: TINTA DA CHINA – 2015

 

ESTADO PORTUGUÊS DA ÍNDIA

MEMÓRIA SOBRE OS ACONTECIMENTOS DE DEZEMBRO DE 1961

DE: ADELINO RODRIGUES DA COSTA

EDITORA: COMISSÃO CULTURAL DA MARINHA – 2011

 

GOA - A ÍNDIA E PORTUGAL

DE: MANUEL VIEIRA PINTO, VALENTINO VIEGAS E FRANCISCO HENRIQUE SILVA

ÂNCORA EDITORES – 2020

 

GOA - A TERRA E O MITO

DE: MARIA DO PILAR FIGUEIREDO

EDITORA: CORREIO DA MANHÃ – 1994

 

GOA - O PREÇO DA IDENTIDADE

DE: VALENTINO VIEGAS

EDITORA: LIVROS DO HORIZONTE – 2012

 

GOA – PASSADO, QUE FUTURO?

DE: JOSÉ MANUEL GRAÇA DIAS E ELSA RODRIGUES DOS SANTOS

EDITORA: CALÇADA DAS LETRAS – 2012

GOA – ROTEIRO DE UMA VIAGEM

DE: JOÃO COUTINHO, CONCEIÇÃO ZAGALO, CONSTANÇA VASCONCELOS, GRAÇA PACHECO E ANA BELA MENDES

EDITORA: MODOCROMIA – 2020

 

GOA A DAUGHTER’S STORY

DE: MARIA AURORA COUTO

EDITORA: PENGUIN BOOKS ÍNDIA – 2005

 

GOA E AS PRAÇAS DO NORTE REVISITADAS

DE: RAQUEL SOEIRO DE BRITO

EDITORA: 

COMISSÃO NACIONAL PARA AS COMEMORAÇÕES DOS DESCOBRIMENTOS PORTUGUESES – 1998

 

GOA IDA E VOLTA

DE: ARTUR HENRIQUES

EDITORA: ABYSMO – 2016

 

GOA OU O GUARDIÃO DA AURORA

DE: RICHARD ZIMLER

PORTO EDITORA – 2020

 

GOA USURPADA

DE: SOCIEDADE DE GEOGRAFIA

 EDIÇÃO DA AUTORA – 1961

 

GOA, DAMÃO E DIU

DE: MANUEL SEABRA

EDITORA: LIVRARIA BERTRAND – 1962

 

GOA, TAL COMO A VI

DE: EMILE MARINA

EDITORA: UNIÃO GRÁFICA – 1956

 

HISTÓRIAS DE GUERRA - ÍNDIA, ANGOLA E GUINÉ

DE: JOSÉ CLEMENTINO PAIS

EDITORA: PREFÁCIO – 2002

 

ÍNDIA PORTUGUESA – ALBUM 1951/1961

DE: ANA JANEIRO

EDIÇÃO DA AUTORA – 2017

 

ÍNDIA PORTUGUESA – PENHORES DO SEU RESGATE

DE: ALBERTO FELICIANO MARQUES PEREIRA

EDIÇÃO DO AUTOR – 1962

 

INVASÃO DA ÍNDIA – NOTAS DE UM EX-PRISIONEIRO

DE: FRANCISCO CALHEIROS ORTIGÃO DE OLIVEIRA

EDITORA: OUVIDOR – 1976

 

INVASÃO E OCUPAÇÃO DE GOA

DE: SERVIÇO NACIONAL DE INFORMAÇÃO CULTURA POPULAR E TURISMO

EDIÇÃO DO AUTOR – 1962

 

INVASÃO PELA MADRUGADA

DE: FRANCISCO GALOPE

EDITORA: VISÃO HISTÓRICA – 2011

 

MEMÓRIAS DO ORIENTE – ÍNDIA, TIMOR E MOÇAMBIQUE

DE: LUÍS DIAS ANTUNES

DG EDIÇÕES – 2011

 

O DIA EM QUE GOA CAIU

DE: NELSON GATTO

EDITORA: EXPOSIÇÃO DO LIVRO – 1963

 

O ESPIÃO ALEMÃO EM GOA

DE: JOSÉ ANTÓNIO BARREIROS

EDITORA: OFICINA DO LIVRO – 2011

 

O FEITIÇO DA ÍNDIA

DE: MIGUEL REAL

EDITORA: DOM QUIXOTE – 2016

 

O FIM DO ESTADO PORTUGUÊS DA ÍNDIA

DE: FRANCISCO CABRAL COUTO

EDITORA: TRIBUNA DA HISTÓRIA – 2006

 

O FIM DOS SÉCULOS – GOA, DAMÃO E DIU

DE: ANTÓNIO CORREIA DE LIMA

EDITORA: BERTRAND – 1997

 

OS ÓRFÃOS DE PORTUGAL

DE: EDUARDO NAVARRO

EDITORA: BIBLIOTECA NACIONAL – 2013

 

PASSAGEM PARA A ÍNDIA

DE: E. M. FORSTER

EDITORA: RELÓGIO DE ÁGUA – 2017

 

PIMENTA DA ÍNDIA

DE: ANA MARGARIDA OLIVEIRA

EDITORA: VERSO DE KAPA – 2019

 

PONTES NA NOITE

DE: MANUEL FANGUEIRO

EDITORA: GRAFISINTRA – 1990

 

PORTUGAL ANOS 10 – 1210 A 2010

DE: ROBERTO CARNEIRO, ARTUR TEODORO MATOS E JOÃO PAULO OLIVEIRA E COSTA

TEXTO EDITORES – 2010

 

PORTUGAL, TÃO LONGE

DE: RUI OCHOA

EDITORA: ALÊTHEIA – 2010

 

PORTUGUESE ÍNDIA TO-DAY

DE: AGÊNCIA GERAL DO ULTRAMAR

EDIÇÃO DA AUTORA – 1956

 

RAÍZES DA MINHA TERRA

DE: VALENTINO VIEGAS

EDITORA: OBNÓSIS – 2019

 

RELEMBRANDO GOA

DE: CAPITÃO ANTÓNIO DE NORONHA PAULINO

EDIÇÃO DO AUTOR – 1963

 

SARGENTO COSTINHA

DE: AMÍLCAR DE MELO

EDITORA: LIBRUM – 2018

 

SORTILÉGIO DA COBRA – DESCOLONIZAÇÃO OBRIGATÓRIA

DE: MÁRIO JESUS SILVA

EDITORA: ESQUILO – 2005

 

TEMPO DE FALAR – DIÁRIO DA INVASÃO DE GOA

DE: BASTOS MARTINS

EDIÇÃO DO AUTOR – 1961

 

TRABALHOS E DIAS DE UM SOLDADO DO IMPÉRIO

DE: CARLOS DE AZEREDO

EDITORA: CIVILIZAÇÃO – 2004

 

UM ESTRANHO EM GOA

DE: JOSÉ EDUARDO ÁGUALUSA

EDITORA: QUETZAL – 2013

 

VINTE ANOS DE DEFESA DO ESTADO PORTUGUÊS DA ÍNDIA

MINISTÉRIO PORTUGUÊS DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS

EDIÇÃO DO AUTOR – 1967

 

VISÃO HISTÓRICA – A QUEDA DA ÍNDIA PORTUGUESA

DE: REVISTA VISÃO

EDIÇÃO DA AUTORA – 2011

 

VIVÊNCIAS PARTILHADAS

DE: MARIA ELSA ROCHA

EDITORA: THIRD MILLENNIUM – 2005

 

XEQUE-MATE A GOA

DE: MARIA MANUEL STOCKER

EDITORA: TEXTO – 2011