quarta-feira, 31 de julho de 2019

UNIDADES DA POLÍCIA MILITAR QUE SERVIRAM NA ENTÃO PROVÍNCIA ULTRAMARINA DE ANGOLA – 39º DE 43 EPISÓDIOS

 

 
 
38 – COMPANHIA DE POLÍCIA MILITAR 8241/72 
Unidade mobilizadora: Regimento de Lanceiros 2 (Lisboa).
Divisa:
Saída para Angola: 26 de dezembro de 1972, por via aérea.
Aquartelamento: Cidade de Luanda.
Serviço Postal Militar: 7206, 8156, 8166 e 8176
Publicação editada:
Regresso a Lisboa: 7 de dezembro de 1974, por via aérea.
A distância entre cidades, em linha reta, é de 5778 quilómetros.
A mobilização decorreu ao longo de: 711 dias.
Distinções recebidas:
As Ordens de Serviço da unidade encontram-se no Arquivo Geral do Exército, em Chelas (Lisboa).
História da unidade:
Outras referências: Lanceiro-Cadernos Militares (2009), nº 1, página 30
Espaço na internet: https://www.cpm8241.com/
Este episódio tem 5 páginas e 3 imagens. 
CONTINGENTE: 168 MILITARES
OFICIAIS: 6
Francisco Murilo Lemos Barbosa, Alferes 04354172
João Francisco Lopes Pedroso, Alferes 04457571
Joaquim José Lopes Sáraga Leal, Alferes 06316771
José António Gonçalves Santos, Alferes 10328471
José Vicente Sabino Rodrigues, Alferes 03754472
Manuel Urbano Moreira Dias, Capitão 21699761 
SARGENTOS: 15
António Dias Pereira, Furriel 03203072
António José Arez Isidoro, Furriel 04217472
António Manuel Moura Batista Pereira, Furriel 05021472
Gil Augusto Maia Gomes, Furriel 03537272
Inácio Miguel Lemos Guimarães, Furriel 05679172
João Raposo Videira, 1º Sargento 50131511
Jorge Manuel Alves Trindade Silvestre, Furriel 10294172
José Astério Vieira Gomes, Furriel 04857672
José Gonçalo Xarez Farromba, Furriel 11846971
José Gonçalves Figueira Miroto, Furriel 07702172
José Manuel Fernandes Costa, Furriel 07062172
José Seixas Sousa Cabral, Furriel 02268972
Luís Manuel Sousa Mafra, Furriel 04875672
Manuel Fernando Oliveira Lopes, Furriel 07866072
Renato Jesus Sousa, Furriel 10379172 
PRAÇAS: 147
Abílio Manuel Ferreira Branco Gomes, 1º Cabo 07530172
Adelino Lopes Almeida, Soldado 02314572
Adelino Moutinho Carvalho, Soldado 06379472
Adelino Santos, Soldado07675472
Agostinho Ferreira, 1º Cabo 00729372
Albino Delfim Mendonça Oliveira, 1º Cabo 14697472
Alcides Simões Pereira, Soldado 07250172
Américo Faria, Soldado 04131772
Américo José Fernandes Lourenço, Soldado 03599172
Américo Soares Reis, 1º Cabo 09372472
Ângelo António Jesus Mourato, 1º Cabo 02045672
António Alberto Pereira Pinto Nunes, Soldado 05330472
António Almeida Correia, Soldado 01000372
António Alves Coutinho, Soldado 01395472
António Azevedo Amaral, Soldado 04929572
António Conceição Cunha, Soldado 06596671
António Fernandes Santos, Soldado 08747372
António Fernando Neto Martins, Soldado 07558671
António Filipe Pinto Brandão, 1º Cabo 14254872
António Gaspar Serra, 1º Cabo 12746572
António Jesus Alves Lopes, Soldado 01712075
António João Céu Alfaiate, Soldado 07918872
António José Silva Oliveira, Soldado 09146672
António José Sousa Boiças Teixeira, Soldado 06240872
António Manuel Ferreira Santos, Soldado 06906772
António Manuel Fino Nunes, 1º Cabo 14279972
António Manuel Galinho Caló, 1º Cabo 12786572
António Manuel Lopes Machado, Soldado 07055374
António Manuel Madeira Carvalho Canilho, 1º Cabo 19703472
António Moura Santos, Soldado 04208472
António Pereira Taipa, Soldado 08947072
António Sebastião Carmo, Soldado 05403072
António Silva Martins, Soldado 04536172
António Vagos Menaia Garcia, Soldado 10732072
Armando Fernandes Moreira, Soldado 10733071
Armando Nogueira Pena, Soldado 06138072
Arnaldo Santos Sousa, 1º Cabo 07479872
Augusto Oliveira Correia, Soldado 05801872
Avelino Marques Fernandes, Soldado 07328572
Basílio Barbosa Ramos, Soldado 08560172
Carlos Alberto Batista, Soldado 05434372
Carlos Alberto Conceição Bandeira, Soldado 05522572
Carlos Alberto Lopes Casalinho, 1º Cabo 19492972
Carlos Eduardo Costa Silva, Soldado 01808372
Carlos Fernando Marques Silva, Soldado 07797472
Carlos Francisco Jordão Oliveira, 1º Cabo 18586470
Carlos Manuel Costa, Soldado 05309373
Carlos Oliveira Matias Costa, Soldado 08790672
Celestino Pereira Cardoso, Soldado 00969175
César João Mendes Mota, 1º Cabo 13872372
Constantino S. Ferraria, 1º Cabo 01036372
Daniel Martins Santos, Soldado 07209772
David Campos Oliveira, Soldado 05507172
David Miranda Tavares, Soldado 07791672
Diamantino Calisto Pinto, Soldado 01222872
Eduardo Freitas, Soldado 07997472
Eduardo Jesus Mendes, 1º Cabo 12854472
Emílio Joaquim Dinis Pedro, Soldado 06621674
Fernando António Rodrigues Sousa, Soldado 04301772
Fernando Cunha Costa, Soldado 00773472
Fernando Dantas Alves Silva, Soldado 05069772
Fernando Gomes Sardo, Soldado 02518872
Fernando Gonçalves Silva, Soldado 03779573
Fernando Marques, 1º Cabo 04437172
Fernando Mendes, Soldado 07661872
Fernando Teixeira Ribeiro, Soldado 06233472
Filipe Dias Santos, Soldado 08603272
Filipe Gomes Pacheco, Soldado 06800672
Florindo Alves Belo, Soldado 07106074
Francisco Barros Cunha Macedo, 1º Cabo 03603972
João Francisco Manguinhas, Soldado 07205872
João José Ferreira Fonseca, Soldado 00221974
João Luís Gonçalves Vieira, 1º Cabo 15766471
Joaquim Abel Sá Silva, Soldado 04198972
Joaquim Augusto Pinto, Soldado 02174772
Joaquim Brites Ramos, Soldado 01274272
Jorge António Cabral Catarino, Soldado 05578872
Jorge Antunes Rocha, Soldado 07583372
Jorge Manuel Santos Ramos, Soldado 01447672
José Afonso Sepa Santos, Soldado 08975172
José António Henriques Pedro, Soldado 15029071
José António Rodrigues, Soldado 07059372
José Augusto Faria Silva, 1º Cabo 07048170
José Carlos Andrade Marques Silva, Soldado 04654172
José Carlos Gonçalves Dinis, Soldado 01623772
José Carlos Monteiro Santos, Soldado 02085973
José Carlos Paiva Alves, 1º Cabo 03302572
José Carlos Silva Monteiro, Soldado 04214372
José Conceição Monte Picado, Soldado 07928172
José Eduardo Silva Marques, 1º Cabo 19805172
José Fernando Martins Coelho, Soldado 06154672
José Francisco Brites Ferreira, Soldado 07923374
José João Toscano, Soldado 02036472
José Joaquim Conceição Grazina, Soldado 06536072
José Luís Rodrigues Leonardo, Soldado 02071072
José Manuel Gonçalves Barros, 1º Cabo 04681172
José Manuel Pereira Sousa, 1º Cabo 07637571
José Maria Leite Veloso, Soldado 01975372
José Martins Teixeira, Soldado 06098272
José Medeiros Rosa Fernandes, Soldado 04262172
José Oliveira Martins, Soldado 07784872
José Oliveira Santos, Soldado 04590672
José Pires Antunes, Soldado 05585172
José Silva Marques, Soldado 07518072
José Sílvio Alves, Soldado 07706572
José Simão Gonçalves, 1º Cabo 16232572
Júlio Ferreira Fortunato, Soldado 01936672
Luís Manuel Anjos Oliveira, 1º Cabo 03465472
Luís Manuel José, Soldado 06559672
Luís Mateus Marques, Soldado 05238175
Manuel Araújo Lopes, 1º Cabo 06236872
Manuel Augusto Costa, Soldado 01762972
Manuel Augusto Silva Fernandes, 1º Cabo 05358273
Manuel Barbosa Sousa, Soldado 02040672
Manuel Campos Lagoeiro, Soldado 07927372
Manuel Campos Marques, Soldado 03617073
Manuel Eugénio Santos Prudêncio, 1º Cabo 02712372
Manuel Fernando Flor Mansilha, Soldado 07305772
Manuel Fernando Pereira Ferreira, Soldado 06812172
Manuel Júlio Almeida Ferreira, Soldado 03211674
Manuel Lourenço Sebastião, Soldado 01419573
Manuel Luís Rebouta, Soldado 05971972
Manuel Martins, Soldado 06404472
Manuel Palma Guerreiro, Soldado 08298672
Manuel Pires Gomes, Soldado 05053672
Manuel Ramos Teixeira, Soldado 06628972
Manuel Ribeiro Silva, Soldado 05842572
Manuel Rodrigues Pinto, Soldado 06785172
Manuel Silva Freitas, Soldado 04677472
Manuel Soares Gomes, Soldado 08013272
Marcelino Pereira Rodrigues Almeida, 1º Cabo 07725272
Mário Jorge Bastos Ferreira, Soldado 06353072
Mário Manuel Alves Martinho, 1º Cabo 00676974
Mário Vital Costa Gonçalves, 1º Cabo 09538270
Maximino Augusto Mendonça Pereira, Soldado 05069472
Moisés Tadeu Ricardo, Soldado 04152972
Salvador Farias Mendonça, Soldado 04888272
Serafim Alves Sampaio, Soldado 07566072
Silvestre José Teixeira Lourenço, Soldado 08445672
Silvino Silva Guerreiro, Soldado 09365672
Vítor Jorge Conceição Heitor, Soldado 04261372
Vítor Manuel Batista Marta, Soldado 05411472
Vítor Manuel Ferreira Pinhal, Soldado 08952773
Vítor Manuel Figueiredo Amaro, Soldado 06001972
Vítor Manuel Leite Martins, 1º Cabo 04205072
Vítor Manuel Pereira Matos, Soldado 07794172
Vitoriano João Valadas Guerreiro, Soldado 04927272


terça-feira, 30 de julho de 2019

BOLETIM 33 - JULHO 2019

FOTO 1

FOTO 2
 
FOTO 3
Bairro das Pedralvas, em Lisboa, 30 de julho de 2019

Exmº Senhor
Francisco Mota Torres
Junta de Freguesia de Benfica

Boa tarde!

Mais uma vez volto a dar conta a V. Exª de que tudo o que é para arranjar (ou melhorar) continua na mesma, salvo as duas novidades que as imagens confirmam!

Tudo o resto mantém-se, sem uma pontinha de evolução o que é uma tremenda injustiça para quem quer viver com qualidade de vida e nem com estas pertinentes informações lá chega.

Até quando?

Contudo, há que aceitar a esperança transmitida pelo Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Dr. Fernando Medina Maciel Almeida Correia, na sua comunicação de 13 de fevereiro de 2019, através da Chefe de Gabinete, Drª  Fátima Madureira, onde diz “Encarrega-me o Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, de acusar a receção do e-mail de V. Exa. relativamente ao assunto em epígrafe e agradecer a chamada de atenção, e informar que os problemas descritos serão tidos em consideração em futuras intervenções no Bairro das Pedralvas”.

Continuamos, sem desfalecimentos ou quebra de capacidade, a lamentar que as questões apresentadas e ainda por resolver sejam por nós moradores nesta zona remota do Bairro das Pedralvas entendidas como desprezo, desinteresse, indiferença assustadora da junta de Benfica para com os fregueses.

Portanto, ainda existe da vossa parte a mesma lentidão/imobilização, o que, lamentavelmente, não é aceitável.

V. Exª, querendo, pode fazer melhor, atendendo às pertinentes observações, todas elas expressas na lista que à frente dou destaque.

Magoa-nos muito a vossa incapacidade, complacência e falta de dinamismo para solucionar as questões que lhes vão sendo apresentadas com cordialidade e sentido de responsabilidade…

Contudo, a questão da passadeira de peões da rua Ary dos Santos, pese embora a pintura feita a 13 de agosto de 2018 desse um ar de rigor e exigência para os infratores, mas, na verdade, continuam a prevaricar, sentindo-se como em casa, isto é, a impunidade que os privilegia é aceite como uma coisa maravilhosa, logo a continuidade no abuso de estacionamento naquele espaço é um convite a continuar na maior…

Nas imensas imagens que temos divulgado, constata-se o desplante dos infratores que estacionam na passadeira como se fosse o seu parque de estacionamento privativo…

Com uma pequena obra o assunto é resolvido de vez e para sempre!

Lembro que a vossa propaganda continua ativa e acérrima, expressando que

“a nossa obra são as pessoas…”.

Mas, uma coisa é o que se diz, outra é o que se faz…

Eis a lista com os problemas que continuam a afetar a comunidade desta zona remota do Bairro das Pedralvas:

- Impedir o estacionamento na mencionada e única passagem de peões da rua Ary dos Santos, com uma pequena obra, ou seja, acrescentar o passeio, como o fizeram na rua Maria Lamas. 

- Pintar a totalidade da referida passagem de peões.

- Tapar 2 enormes buracos feitos pela rataria, agora no relvado existente na frontaria entre o Lar de Cidadãos Deficientes e o prédio da Ary dos Santos nº 1.

- Limpeza da placa toponímica, pelo aspeto nojento que exibe.

- Quando chove, a sarjeta defronte à extinta dependência do Montepio, onde está uma passagem de peões, continua a expelir as águas pluviais que deveria recolher.

- Limpeza das sarjetas em toda a zona das ruas Maria Lamas e Ary dos Santos, todas elas atulhadas de lixo.

Quanto à pintura da totalidade da passeira de peões da Ary dos Santos, a imagem é elucidativa. O trabalho ficou incompleto. A rua tem dois sentidos!

Será que ninguém tem a sensibilidade para estas eloquentes evidências?

E AS NOVIDADES, SÃO: 

- Dois buracos em plena via nas ruas Ary dos Santos (Foto 1) e Maria Lamas (foto 2), ainda sem qualquer proteção que evite acidentes!
 

- Na foto 3 verifique-se a altura a que o matagal das Pedralvas chegou, assim como estado deplorável da placa da rua Ary dos Santos.

Até daqui a um mês.

Saudações.

Alberto Helder

UNIDADES DA POLÍCIA MILITAR QUE SERVIRAM NA ENTÃO PROVÍNCIA ULTRAMARINA DE ANGOLA – 38º DE 43 EPISÓDIOS

 
 
37 – COMPANHIA DE POLÍCIA MILITAR 3524 
Unidade mobilizadora: Regimento de Lanceiros 2 (Lisboa).
Divisa: Justiça!
Saída para Angola: 3 de março de 1972, por via aérea.
Aquartelamento: Cidade de Luanda.
Serviço Postal Militar: 5076
Publicação editada:
Regresso a Lisboa: 11 de maio de 1974, por via aérea.
A distância entre cidades, em linha reta, é de 5778 quilómetros.
A mobilização decorreu ao longo de: 800 dias.
Distinções recebidas: Louvores da hierarquia militar.
As Ordens de Serviço da unidade encontram-se no Arquivo Geral do Exército, em Chelas (Lisboa)
A história da unidade existe no Arquivo Histórico Militar, em Lisboa. Cota: 2/2/102/2
Outras referências: Lanceiro-Cadernos Militares (2009), nº 1, página 30
Espaço na internet:
Este episódio tem 4 páginas e 2 imagens. 
CONTINGENTE: 154 MILITARES
OFICIAIS: 5
Antero Ribeiro Nunes, Alferes 09941371
Celso Oliveira Neto, Alferes 14762671
José Manuel Marques Pacífico Reis, Capitão 50691111
José Pedro Malta, Alferes 13560168
Raul Paulo Loureiro Almeida, Alferes 07536068 
SARGENTOS: 13
António Cândido Baltazar Paiva, Furriel 01679671
Jaime Rodrigues Sousa, 1º Sargento 50787811
Joel Sousa Marques Barrela, Furriel 04269871
José António Rocha Almeida Soares, Furriel 12735971
Manuel António Borrecho Silva, Furriel 15093571
Manuel Filipe Oliveira Meleiro, Furriel 04109571
Manuel Guilherme Nascimento Pereira Lage, Furriel 00013671
Manuel Homero Batista Ferreira Melo, Furriel 13019771
Manuel Leal Ferreira Vale, Furriel 17860270
Manuel Matos Esteves, Furriel 10669171
Militão António Monteiro Candeias, Furriel 19198071
Norberto Assunção Pinto, Furriel 03200671
Pedro Beato Oliveira Sousa, Furriel 09855371 
PRAÇAS: 136
Adelino Temperão Alves, Soldado 08793871
Agostinho Eleutério Santos Silva, 1º Cabo 11044571
Agripino Pascoal Lagoas Viegas, Soldado 10840071
Alberto Carlos Varandas, Soldado 10658671
Alberto Dias Ferreira Leal, Soldado 09006871
Alberto Monteiro Carvalho Silva, 1º Cabo 09101671
Albino Silva Ferreira Lopes, Soldado 09206271
Alcides Manuel Ferreira Cordeiro, Soldado 07925974
Alfredo Correia Bastos, 1º Cabo 08289971
Alfredo Dias Pereira Costa, 1º Cabo 06947071
Álvaro Pinho Almeida Brandão, 1º Cabo 13732571
Amarino Jesus Vitorino Faustino, Soldado 04966971
Américo Correia, Soldado 17114871
Américo Costa Lourenço, Soldado 10173971
Américo Maria Simões Alexandre, Soldado 07719571
António Cardoso Veiga, 1º Cabo 02744972
António Coelho Silva, Soldado 06476171
 António Fernando Amorim Costa Vidal, Soldado 19641872
António Henrique Silva Sousa, Soldado 10570971
António João Gabriel, Soldado 13122271
António Joaquim Antunes, 1º Cabo 10327171
António Joaquim Ivo Castanhas, 1º Cabo 05094871
António José Borges Figueiredo, Soldado 05651471
António José Conceição, 1º Cabo 08317971
António José Rodrigues, Soldado 11403471
António Manuel Alves Lemos, Soldado 05315871
António Maria Amorim, Soldado 12437372
António Pereira Martins, Soldado 09203971
António Santos Pinto, 1º Cabo 12390271
António Sebastião Filipe, Soldado 10609471
Arlindo João Emídio, Soldado 05295271
Arnaldo José Moreira Santos, Soldado 07976171
Aurélio Fernandes Vicente, 1º Cabo 13278671
Carlos Alberto Almeida Bernardo, Soldado 04998071
Carlos Alberto Gomes Azevedo, Soldado 08068071
Carlos Conceição Carvalho, Soldado 10910371
Carlos Domingos Brandão Franco, Soldado 02873773
Carlos Jorge Pereira Cardoso, 1º Cabo 05133371
Carlos Manuel Ferrão Luís, 1º Cabo 05362671
Domingos Magalhães Oliveira, 1º Cabo 13694771
Domingos Salgueiro Chaves, Soldado 07113371
Domingos Sousa Pereira, Soldado 19408772
Emídio Moura Pereira Silva, Soldado 09668671
Ernesto Oliveira Ferreira Duarte, Soldado 09217273
Fernando António Santos Ferreira, 1º Cabo 09932471
Fernando António Santos Viegas, Soldado 11260671
Fernando Manuel Moura Silva, 1º Cabo 18839871
Fernando Manuel Santos Rocha, Soldado 10495971
Fernando Martins Lopes, Soldado 08342471
Fernando Miranda Cruz Reis, Soldado 06681471
Fernando Soares, Soldado 05891971
Francisco Barros Santos, 1º Cabo 03439971
Francisco Florindo Pernita Lucas, 1º Cabo 19902971
Francisco José Alves Pires, Soldado 15426071
Francisco Manuel Agostinho, Soldado 01342873
Francisco Manuel Rato Mousinho, 1º Cabo 12456771
Gabriel Rodrigues Teixeira. Soldado 10232771
Henrique Inácio Vitorino, Soldado 09968471
Irineu António Pires, Soldado 04723772
Jaime Manuel Pereira, Soldado 11523671
João Almeida, Soldado 12151771
João António, Soldado 10069971
João Francisco Silva, Soldado 13644771
João Gonçalves Pereira, Soldado 09595471
João Maria Correia Silva, Soldado 05967471
João Oliveira Pires António, Soldado 09675771
João Tiago Silva, Soldado 17164871
Joaquim António Alves, Soldado 10808471
Joaquim António Santos Miranda, 1º Cabo 10510371
Joaquim Augusto Galvão Pinto, 1º Cabo 10529571
Joaquim Colaço Oliveira Soares, Soldado 04327371
Joaquim Oliveira Dias, Soldado 07293971
Joaquim Rico, 1º Cabo 11390971
Joaquim Serra Nobre, Soldado 09075371
Jorge Almeida Afonso, Soldado 09590471
Jorge Oliveira Lopes, 1º Cabo 12236471
José Alberto Lopes Terroso, Soldado 06535371
José Andrade Costa, Soldado 10687571
José António Silva Pinho, Soldado 00682671
José Augusto Pedrógão, Soldado 13684071
José Augusto Santos Pires, Soldado 12942571
José Batista, Soldado 10740871
José Elísio Silva Bronze, Soldado 10493071
José Emílio Conceição Vaz, Soldado 08940971
José Fernando Graça Timóteo, Soldado 05668871
José França Alves Pinheiro, Soldado 09502173
José Gomes Costa, Soldado 19563072
José Horácio Macedo Silva, Soldado 10292371
José J. G. Sequeira, 1º Cabo 04699571
José Lourenço Ferreira, Soldado 10569971
José Luís Pimenta Alves Bento, Soldado 10786971
José Luís Santos Oliveira, Soldado 07140471
José Manuel Cordeiro Silva, Soldado 05905971
José Manuel Saraiva Pereira, 1º Cabo 06775772
José Manuel Serôdio Pacheco, Soldado 10542771
José Maria Aguiar Martins, 1º Cabo 13078371
José Maria Matos Pinheiro, Soldado 06486771
José Mário Gomes Ventura, Soldado 05356871
José Rodrigues Pereira, Soldado 06241671
José Sá Moreira, Soldado 04109171
José Santos Esteves, Soldado 10634071
José Silva Morim, Soldado 05729571
José Silva Oliveira, Soldado 06513073
José Ventura Sousa Louro, Soldado 00936472
José Vinagre Silva Matos, Soldado 11665871
Luís Manuel Almeida Pinheiro, Soldado 03955571
Luís Manuel Gomes Silva Jordão, Soldado 06539571
Luís Manuel Rodrigues Marques, 1º Cabo 06671371
Manuel António Calisto Salvador, Soldado 10167171
Manuel António Correia Santos, 1º Cabo 02276971
Manuel Cordeiro Duarte Couto, Soldado 09856471
Manuel Fernando Mano Gomes Fragateiro, 1º Cabo 08958371
Manuel Gabriel Dias, Soldado 16861471
Manuel Gonçalves Lima, Soldado 07328271
Manuel Joaquim Sousa Ribeiro, Soldado 08624571
Manuel José Silva Assunção, Soldado 10043871
Manuel Raimundo Rita, Soldado 05444971
Manuel Reis Valente Palma Ameixa, Soldado 03869371
Manuel Tiago Ferreira Moura, Soldado 07823171
Manuel Tiago Santos, Soldado 09693273
Manuel Ventura Oliveira Costa, Soldado 02519973
Mário Fernando Bibe, 1º Cabo 14936771
Mário José Jorge, Soldado 08818872
Mário Oliveira Palma, 1º Cabo 19120471
Mário Ribeiro Ferreira, Soldado 09085871
Mário Rui L. Urbano, 1º Cabo 19826872
Nelson Martins Santos, Soldado 08328271
Norberto Artur Marques, Soldado 07380771
Nuno Clara Medroa, 1º Cabo 036557072
Rogério Correia, Soldado 09295871
Salomão Anunciação Borges Soares, 1º Cabo 11181671
Salvador Zacarias Mendes, Soldado 08720772
Sérgio Santos Pereira, Soldado 01562271
Vasco Germano Loureiro Rodrigues, Soldado 07386771
Virgílio José Ribeiro Serôdio, Soldado 13790771
Vítor Gomes Antunes Gil, Soldado 09725071


segunda-feira, 29 de julho de 2019

UNIDADES DA POLÍCIA MILITAR QUE SERVIRAM NA ENTÃO PROVÍNCIA ULTRAMARINA DE ANGOLA – 36º DE 43 EPISÓDIOS


 
35 – PELOTÃO DE POLÍCIA MILITAR 3025 
Unidade mobilizadora: Regimento de Lanceiros 2 (Lisboa).
Divisa:
Saída para Angola: 31 de julho de 1971, no navio Vera Cruz.
Aquartelamento: Cidade de Luanda.
Serviço Postal Militar: 3496
Publicação editada:
Regresso a Lisboa: 8 de novembro de 1973, por via aérea.
A distância entre cidades, em linha reta, é de 5778 quilómetros.
A mobilização decorreu ao longo de: 832 dias.
Distinções recebidas:
Ordens de Serviço da unidade:
História da unidade:
Outras referências: Lanceiro-Cadernos Militares (2009), nº 1, página 29
Espaço na internet:
Este episódio tem 2 páginas e 2 imagens. 
CONTINGENTE: 40 MILITARES
OFICIAIS: 1
Alexandrino Fernandes Fulgência, Alferes 07900966 
SARGENTOS: 3
Carlos Manuel Reis Rosário, Furriel 02130370
Joaquim António Encarnação Valentim, 1º Sargento 52262811
Manuel Luís Nogueira Faber, Furriel 04568670 
PRAÇAS: 36
Albino Fernando Machado Torre Pereira, Soldado 01273270
António Carlos Melo Oliveira, Soldado 00960370
António Guilherme Fernandes Matos, Soldado 00472671
António José Leite Tavares, Soldado 06367770
António Maria Magalhães Santos, Soldado 00497771
Aquilino Jorge Correia Santos, Soldado 01160570
Avelino Ribeiro Costa, Soldado 01063370
Avelino Santos Marinho, 1º Cabo 19698871
Carlos Manuel Fernandes Silva Saldanha, Soldado 01823670
Celestino Cunha, Soldado 01218270
Duarte Nuno Moreira Azevedo, Soldado 00942871
Hermínio Jesus Santos, 1º Cabo 10095969
João André Gonçalves Mendonça. 1º Cabo 00072271
João Manuel Galego Brito, 1º Cabo 00189471
João Vitória Nunes Sátiro, Soldado 00641771
Joaquim António Saldanha Gonçalves, Soldado 00941671
Joaquim Barbosa Ferreira, Soldado 17743871
Joaquim Manuel Assunção Rufino, Soldado 01336570
Joaquim Manuel Pança Fernandes, Soldado 11211471
José Alberto Santos Rua, 1º Cabo 03583271
José Carlos Rebelo Neves, 1º Cabo 00062571
José Carlos Santos Rodrigues, Soldado 00576671
José Maria Dias Silva, 1º Cabo 00227071
José Oliveira Sirgado, Soldado 00566571
José Rodrigues Mendes, Soldado 00903771
José Rua Reigado, Soldado 15229270
José Travassos Monteiro Costa, Soldado 00992971
Justino José Mira Nico, Soldado 00829571
Manuel António Gonçalves Matados, Soldado 01699270
Manuel José Tavares, Soldado 19417670
Manuel Santos Pereira Pinto, Soldado 01564570
Manuel Silvério Mendes Lourenço, Soldado 00939471
Marcelino Joaquim Santos Guimarães, Soldado 00504171
Rafael Costa Gaspar, Soldado 01518570
Rodrigo Lavajo Salgueiro, Soldado 00485971
Vítor Manuel Rodrigues Pessoa Coelho, Soldado 00832070

sábado, 27 de julho de 2019

BRASÕES DA CAPITAL DA ENTÃO PROVÍNCIA ULTRAMARINA DE MACAU

Numa recente pesquisa para encontrar o brasão do Comando Territorial Independente de Macau, entidade militar criada em 24 de novembro de 1960 (Decreto-Lei 43.351, publicado no Diário do Governo 273, I série, páginas 2574 a 2579), cujas funções terminou em 1 de janeiro de 1976, com a sua extinção, a qual foi publicada no Diário da República 292, I série, páginas 2082 a 2084, foi curioso e interessante ter encontrado brasões de armas daquele território, desde tempos idos até à desvinculação total de Portugal, que achei por bem dar publicidade a tão rico e fantástico espólio.
Assim, com a devida vénia do blog NENOTAVAICONTA, onde encontrei grande parte das estampas e textos que a seguir publico, aqui vai uma agradável coleção de imagens que se divulga com todo o gosto.
 
ANO DE 1626
Este emblema granítico da Fortaleza de S. Paulo do Monte está datado
 
“ANNO DNI 1626”
 
O mais antigo brasão de Armas de Macau conhecido é o que está esculpido em granito e colocado sobre a Entrada da Fortaleza de S. Paulo do Monte (originalmente chamada de Nossa Senhora do Monte). (1) Está datado de 1626, ano da conclusão das obras da Fortaleza.
“Por cima do portão de entrada da muralha Sul desta fortaleza havia uma pedra esculpida com 1 metro quadrado de área e um frontão triangular em cima, mas esta laje foi retirada e está, presentemente, na muralha interior virada para o portão da rampa de acesso à esplanada superior. Os pregos utilizados para sustentar a laje ainda se podem ver por cima do portão” (2)
O frontão triangular tem esculpida a figura de S. Paulo, Patrono da fortaleza.
A pedra rectangular que está por baixo consiste essencialmente de um escudo de Portugal, encimado por uma coroa rematada com cruz. O escudo é flanqueado por dois querubins de pé, vestidos apenas de uma faixa esvoaçante, assente em cavalete, O anjo do lado esquerdo ostenta sobre a levíssima redouça a Cruz de Cristo, e, simetricamente, o anjo da direita equilibra a esfera armilar rematada por uma estrela.
Em 1654, o título de Leal foi conferido ao Senado de Macau por D. João IV. E em nome de El-Rei, o Capitão Geral João de Souza Pereira mandou pôr no letreiro a nova dignidade, à entrada do Leal Senado.
Insígnias da cidade 1961 Portaria “A tradicional representação heráldica da cidade de Macau: o escudo de armas de Portugal sobrepujado da antiga coroa real aberta e amparado por dois anjos de joelhos, vestidos de prata e realçados de ouro, nimbados de uma cruz de Cristo, de vermelho – o da dextra, e de uma esfera armilar, de ouro – o da sinistra -; listel branco tendo inscritos em caracteres negros nos dizeres «Cidade do Nome de Deus não há outra mais leal» ” (3)
NOTA: Sobre este assunto, aconselho o trabalho de investigação da Dra. Beatriz B. da Silva em SILVA, Beatriz Basto da – Estudo-Insígnias de Macau. Edição do Leal Senado,1986, 83 p.
(1) Fortaleza que cresceu lenta e irregularmente ao longo dos anos. Terá começado a 1617, em 1623 tornou-se residência governamental de D. Francisco de Mascarenhas, primeiro Capitão-General (posse a 17 de Julho 1623). Referências anteriores sobre a Fortaleza do Monte em:
(2) GRAÇA, Jorge – Fortificações de Macau, concepção e história. 19 – – (?)
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2013/01/16/leitura-comemora-coes-em-macau-do-v-centenario-da-morte-do-infante-d-henrique-ii/
(3) Portaria n.º 18 626 do Ministério do Ultramar de 27-07-1961 (publicado no B. O. n.º 32 de Macau).
ANO DE 1654
Em 1654, João de Souza Pereira, Governador de Macau (1650-1654), em nome d´El-Rei D. João IV, mandou colocar à entrada do edifício do Senado, este letreiro CIDADE DO NOME DE DEUS DE MACAU, NÃO HÁ OUTRA MAIS LEAL.
 

ANO DE 1810
Os anjos estão de joelhos e usam chapins. Com vestes graves, longas, trabalhadas sobre o escudo, a coroa, antes fechada e sem cruz, encontra-se agora acastelada; a cruz inscrita no sol passou do frontão à base do escudo. As asas dos anjos alargam-se desenvoltas, a fim de acompanharem harmonicamente a largura da faixa ondulada onde se lê: “NÃO HÁ OVTRA MAIS LEAL”.
Esta foto é de 1956 e apresenta a insígnia, oficial, fixada em madeira, em 1810, no Salão Nobre do Leal Senado de Macau. O listel inferior refere “CIDADE DO NOME DE DEUS DE MACAU, NÃO HÁ OUTRA MAIS LEAL”,
“As armas reais portuguesas coroadas, e os emblemas das descobertas – esfera armilar e Cruz de Cristo, também. Os anjos são dois adolescentes, apresentando-se completamente vestidos e de joelhos”.
 
ANO DE 1890
“A cidade de Macau tem por brasão as armas reaes em escudo de prata, e em volta lê se o seguinte: Cidade de nome de Deus não há outra mais leal. A etymologia do nome de Macau vem de duas palavras chinezas Ama e Cau. A primeira designa o ídolo de um pagode, que ali havia desde tempos remotos. A segunda quer dizer porto. Começando os portuguezes a chamar ao sítio Amacau logo que ali se estabeleceram, deram depois à cidade com pouca differença o mesmo nome.”
 
ANO DE 1927
A insígnia conforme capa do livro “Resumo da História de Macau” de Eudore de Colomban, 1927.
Brasão de armas ou, simplesmente, brasão, na tradição europeia medieval, é um desenho especificamente criado – obedecendo às leis da heráldica – com a finalidade de identificar indivíduos, famílias, clãs, corporações, cidades, regiões e nações.
Insígnia é um sinal ou marca que identifica uma instituição, um cargo ou o estatuto social de uma determinada pessoa. As insígnias são, normalmente, usadas sob a forma de emblemas ou distintivos.
 
ANO DE 1932
Ordenação simbólica das Províncias do Império Português de Além-Mar (Macau) segundo o parecer que a pedido da Agência das Colónias, e por incumbência do Instituto Português de Heráldica, o Senhor Afonso Dornelas elaborou em Junho de 1932. 
ANO DE 1934 (I)
Embora legendado como brasão da Província de Macau, trata-se duma insígnia do Leal Senado de Macau, num formato não habitualmente observado ou publicado; veio impresso num número especial comemorativo da 1.ª Exposição Colonial Portuguesa do Porto, em 1934. 




ANO DE 1934 (II)
A Direcção dos Serviços das Obras Públicas de Macau promoveu o processo para um novo brasão para Macau, tendo apresentado os modelos que se publicam ao Governador, os quais viriam a ser rejeitados. Os seus autores foram: Júlio Nunes Pereira Oliveira (Tenente), Rafael Gastão Bordalo Borges (Condutor de Obras Públicas), António Santa Clara Ferreira (Tenente) e o chinês Chan Kuan Pui (desenhador), mais conhecido por José Chan.
 
ANO DE 1935
Este brasão foi criado em 1935, quando Portugal decidiu criar para cada colónia portuguesa um novo brasão próprio. Ele apresenta à esquerda cinco escudetes de cor azul, postos em cruz e carregados cada um com cinco besantes de prata em aspa; à direita, de azul, um dragão chinês pintado de ouro e com língua vermelha, armado com um dos escudetes representados à direita do brasão; em ponta, de prata, cinco ondas de cor verde.
Foi este o modelo de Brasão de armas aprovado pelo Governador de Macau, com a referência “Colónia Portuguesa de Macau”, o qual vigorou de 8 de Maio de 1935 a 11 de Junho de 1951.
 

ANO DE 1951
O Coronel A. Guedes de Magalhães, no seu opúsculo Marcas Postais de Macau, p. 46, dá esta explicação das Armas da cidade:
«O escudo, no formato clássico português e terciado em mantel, contém:
No primeiro, em campo de prata, as cinco quinas de Portugal, de azul, carregadas cada uma de cinco besantes de prata em aspa, que há mais de oito séculos se distinguem na heráldica como símbolo de Portugal e aqui pretendem representar a unidade de todo o seu território.
No segundo, o símbolo característico da Província de Macau. Em lembrança do território em que se acha situada:
Em campo azul, um dragão de ouro armado e linguado de vermelho e realçado de negro, suportando nas garras uma das quinas de Portugal.
No terceiro, a representação do mar, sendo o campo de prata carregado de cinco faixas ondadas de verde, ligando as quinas de Portugal ao emblema simbólico de Macau.
A coroa mural que assenta sobre o escudo, é de ouro, e constituída por cinco torres ligadas por quatro panos de muralha realçados de negro; as torres são carregadas sobre as portas por esferas armilares de vermelho e os panos da muralha com as ameias formadas por um escudete de prata com a Cruz de Cristo de vermelho.”
Este brasão, com o listel branco a expressar: “Província Portuguesa de Macau”, esteve em vigor de 11 de junho de 1951 a 1976.
ANO DE 1960
Esta insígnia de 1810 está na capa do livro “COMEMORAÇÕES, EM MACAU, DO V CENTENÁRIO DA MORTE DO INFANTE D. HENRIQUE” (editado em Dezembro de 1960).
ANO DE 1961
“A tradicional representação heráldica da cidade de Macau: o escudo de armas de Portugal sobrepujado da antiga coroa real aberta e amparado por dois anjos de joelhos, vestidos de prata e realçados de ouro, nimbados de uma cruz de Cristo, de vermelho – o da dextra, e de uma esfera armilar, de ouro – o da sinistra -; listel branco tendo inscritos em caracteres negros nos dizeres «Cidade do Nome de Deus não há outra mais leal».
Portaria 18.626, do Ministério do Ultramar, de 27.07.1961 (publicado no B. O. n.º 32 de Macau). 
ANO DE 1976
Brasão de armas de Macau, onde o listel passou a designar “Governo de Macau“. A sua existência terminou em 20 de dezembro de 1999.