quinta-feira, 9 de agosto de 2007

PRESIDÊNCIA DA COMISSÃO DE ARBITRAGEM DA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL











O Dr. Edson Rezende de Oliveira (foto da esquerda), renunciou ao cargo que exercia como Presidente da Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol, sendo substituído por Sérgio Corrêa da Silva (foto da direita), que já desempenhava funções na referida Comissão, ocupando, agora, o lugar vago, como Presidente Interino.

Sérgio Corrêa da Silva é, sem dúvida alguma, uma das maiores personalidades da arbitragem Mundial. Todo o seu percurso desportivo e social é eloquente. A sua maneira peculiar como se dedica de alma e coração a um objectivo é fantástica. Desde sempre quer servir a arbitragem e bem!

O Presidente da Confederação Brasileira de Futebol sabe muito bem quem escolheu, face às provas inequívocas que Sérgio já tinha dado, desde os tempos do seu apego à ANAF-Associação Nacional dos Arbitros de Futebol e ao SAFESP-Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo.

Um pouco de história: Sérgio Corrêa é formado pela Federação Paulista de Futebol, na Escola de Árbitros Flávio Iazzetti, no ano de 1981/82. Promovido à condição de árbitro da primeira divisão em 1990, realizou 49 partidas até o ano de 1993. Foi eleito o Árbitro Revelação da Arbitragem Paulista em 1992 e, durante o período de 1989 a 2000, integrou a relação nacional (CBF). Durante os 20 anos de sua carreira, actuou em 638 partidas oficiais. Faz parte da Comissão de Arbitragem da CFB desde Fevereiro de 2006. A sua escolha pela CBF como chefe interino da arbitragem nacional serve, de certa forma, como redenção para a arbitragem paulista, que esteve sob suspeita a partir de 2005, ano em que foi descoberto um escândalo de manipulação de resultados com a participação de dois árbitros do quadro da Federação Paulista, que foram irradiados. Sérgio Corrêa, exerce, ainda, os cargos de Secretário-geral da Escola de Árbitros da Federação Paulista de Futebol e o de Presidente do SAFESP. Tem sido um lutador incansável na busca de melhorias para o sector. Já esteve em Portugal, onde assistiu ao Congresso da Arbitragem Portuguesa, realizado em Sintra, mas o seu grande objectivo foi o de ter lançado sementes para a criação da Confederação Mundial dos Árbitros de Futebol, que se espera venha a concretizar-se dentro em breve.

Apesar do pedido de demissão, o Dr. Edson Rezende de Oliveira, que assumiu o comando da Comissão de Arbitragem em Outubro de 2005, mereceu do Presidente da CBF, Ricardo Teixeira, os maiores encómios pelo trabalho desenvolvido, senão veja-se o Relatório da sua gerência, em cbfnews.uol.com.br/árbitros, donde se destaca, que, no decurso do seu mandato, procedeu-se ao sorteio de 10.266 Árbitros, a nomeação de mais 6.844 para actuarem nas séries A, B, C e Copa do Brasil!... Impressionante… Mais, ainda: São 208 os países inscritos na FIFA (mais do que na ONU!!!), e o Brasil lidera a lista dos Árbitros com a insígnia FIFA, com 38 dos seus melhores filiados…

Segue-se a correspondência que ontem enviei a ambos:

Caro Dr. Edson Rezende de Oliveira

Ao tomar conhecimento do seu pedido de escusa em continuar a dirigir os destinos da arbitragem brasileira, venho expressar o meu abraço de amizade, consideração e respeito por tudo aquilo que fez em prol dos seus filiados.

Sempre admirei V. Exª pela sua exemplar postura, inteligência e capacidade, dotes que só os grandes dirigentes possuem e que servem de exemplo a todos os desportistas, estejam ou não inseridos na comunidade do futebol.

O seu substituto, Sérgio Corrêa da Silva, outra personalidade que honra a arbitragem brasileira, pelas suas qualidades, pelo seu carácter, pelos seus conhecimentos, dignificará, como sempre o tem feito, o alto cargo que agora desempenha.

Caro Dr. desejo-lhe as maiores venturas na companhia dos seus mais queridos e espero continuar a ter o privilégio de ser seu Amigo.

Saudações

Alberto Helder

-----------------------

Caro Sérgio Corrêa da Silva

Aquele abraço de felicitações, agora com mais responsabilidade. Desejo que passe a Presidente efectivo, pelo seu currículo, empenho, dedicação e mérito.

Saudações

Alberto Helder

5 comentários:

Anónimo disse...

Nao vou identificar-me para que nao digam que sou puxa-saco do Sérgio Correa, um das pessoas mais sérias e trabalhadora para a causa da arbitragem que conheço. É incompreendido como todos os grandes líderes. Ele tem muita competencia e alguns que queriam este lugar sabem que, ele estando lá, nao sai, principalmente pela competência e vontade de trabalhar. Muito triste a saída do Edson Rezende, pessoa digna, mas sorte (da arbitragem) que o Sérgio foi nomeado. Esperamos que seja efetivado.

Anónimo disse...

Erro grosseiro do juiz Carlos Eugênio Simon prejudica o rubro-negro no jogo deste domingo 23/11/2008

Marcelo disse...

Prezado senhor Sérgio,
Sou Rubro-Negro e aqui deixo meu descontentamento usando a razão e não o coração, para informar o erro cometido pelo senhor Carlos Eugênio Simon no jogo de ontem 23/11, em que o Flamengo poderia ter saído com um empate mais do que justo, apesar do Cruzeiro ter tido um maior volume de jogo. É por essas e outras que nosso futebol desce a ladeira direto para o fundo do poço. Não é chororô não, pois este mesmo juiz já prejudicou VÁRIOS times brasileiros, inclusive o próprio São Paulo, próximo campeão com todos os méritos. Pediria ao senhor que olhasse como carinho para o assunto, pois só um cego é que não viu o ocorrido. Mesmo que o Simon seja árbitro da FIFA, ele esta precisando de uma reciclada, pois esta muito ruim. Para não dizer péssimo.
atenciosamente,
Marcelo de Lima Moreira

Anónimo disse...

Torço para que um dia vocês se tornem uma instituição séria.

Porque hoje em dia não há o mínimo de critério na arbitragem.

E para o flamenguista que está reclamando aí acima eu respondo:
existem clubes menores que estão sofrendo muito mais do que vocês com a falta de imparcialidade na arbitragem. Nos jogos do meu time, chegam a ter pelo menos dois erros crassos de arbitragem por partida, que acabam muitas vezes decidindo o resultado. E pouquissimas vezes esses erros sao a favor.

Anónimo disse...

Voces deverião ter no minimo um criterio mais apurado de quem voces indicam para arbitrar uma partida de futebol profissional, existem cidadãos que não nasceram para determida atividade é o caso do sr. Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza assistam o video de Bragantino X Ponte Preta do dia 18/09 com certeza voces ficarão horrorizados com tanta falta de critério para ambas as equipes.